Technofobia

Posso estar enganada, mas parece haver ainda muito preconceito em relação ao ensino à distância. Provavelmente isso acontece porque a educação à distância no Brasil ainda é uma prática relativamente nova, e apesar de estar crescendo e difundindo-se a passos largos, carrega o peso das inovações tecnológicas que, em geral, demoram um tempo para serem digeridas, inseridas e socializadas. Com certeza há falta de informação sobre o assunto em alguns setores da sociedade, e, porque não dizer, em algumas áreas da própria Academia. Everett Rogers em seu livro Diffusion of Innovations (1962) afirma que os elementos para difundir uma inovação são os canais de comunicação que possibilitam o entendimento de uma nova ferramenta, o tempo necessário para a adaptação e aceitação dessa nova ferramenta e o sistema social envolvido na resolução de problemas para chegar a um objetivo comum. Ainda não li Rogers, pretendo fazê-lo em breve. Mas acho provável que seu texto acrescente muito a essa discussão.

Na literatura, algo semelhante esta acontecendo. A invenção do iPad e a possibilidade de armazenar um conteúdo gigantesco de livros em um pequeno aparelho, está fazendo as pessoas questionarem a relevância dos livros impressos. Será o fim do livro? O fim da literatura? O fim dos tempos?

Com certeza é o fim do livro como o conhecemos até agora. Mudar a forma de armazenamento não significa necessariamente alterar seu conteúdo. No entanto, é inegável que devido a avanços tecnológicos estamos mudando a forma que criamos e nos comunicamos, mas com certeza, não é a primeira vez que isso acontece. É só olharmos para trás e analisarmos as produções literárias do século XX, que foi bombardeado por avanços tecnológicos. O próprio livro já foi uma inovação tecnológica e antes de sua inserção e socialização, foi temido e censurado, pois indicava justamente um passo em direção ao conhecimento independente. A era do texto só existiu por causa da invenção de Gutemberg.

Sendo assim, obviamente a popularização do ensino à distância não significa o fim do ensino tradicional, mas com certeza as ferramentas tecnológicas usadas nas aulas não-presenciais, podem ser usadas como suporte e enriquecer as aulas tradicionais.

Advertisements

September 28, 2010. Uncategorized.

Leave a Comment

Be the first to comment!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Trackback URI

%d bloggers like this: